Sementes

O Laboratório de Sementes é um espaço laboratorial destinado ao estudo e preservação de sementes de espécies vegetais nativas do cerrado. Visa conhecer o processo germinativo e a durabilidade de sementes armazenadas para um melhor planejamento da produção de mudas de espécies nativas. Possui um banco cujas sementes armazenadas são distribuidas em campanhas educativas.

Atualmente está sob a coordenação da pesquisadora agrônoma Ms. Marilda da Conceição Ribeiro vem desenvolvendo várias pesquisas com alunos da PUC Goiás e outras instituições.


INFORMAÇÕES DO ESPAÇO FÍSICO DO LABORATÓRIO DE SEMENTES

ÁREA DO CONHECIMENTO
Laboratório de Sementes e de Desenvolvimento Vegetal (Morfologia vegetal; Fisiologia Vegetal; Fitotecnia; Ecologia; Botânica Aplicada)

EQUIPAMENTOS
Estufa secadora; Estufa esterilizadora; Autoclave vertical; Frizeres vertival e horizontal; Geledeira; Câmara de germinação com controle de fotoperíodo e temperatura; Computador; Balanças analítica digital; pHâmetro digital; Placa aquecedora; Termômetro analógico e digital; Microondas; Vidrarias em geral; Armários.

CURSOS QUE UTILIZAM O LABORATÓRIO
Biologia; Zootecnia; Engenharia Ambiental e outras áreas afins.

PROCEDIMENTOS NO LABORATÓRIO

  • Organização e atualização do Banco de sementes do ITS;
  • Participação e coordenação de expedição de coleta de sementes de espécies nativas do Cerrado;
  • Manutenção da distribuição filantrópica de sementes do “Clube da Semente Peregrina”;
  • Rotina de procedimentos: “Análise de viabilidade e longevidade de sementes do Cerrado armazenadas no Laboratório de Sementes do ITS – testes de germinação.

ORIENTAÇÕES

  • Orientação de Estagiários;
  • Orientação de Monografias.

Projetos de pesquisas relacionados à produção científica
 
“Estudo do desenvolvimento inicial de plântulas de caryocar glabrum pers. (caryocaraceae) em condições de viveiro”
 
“Efeito de diferentes métodos químicos e físicos na quebra de dormência em sementes de annona crassiflora mart. (annonaceae) em condições de viveiros”
 
“Estudos de folhas e de sementes de espécies medicinais do cerrado – uma abordagem morfológica e fisiológica”;
 
“Estudo do desenvolvimento inicial de plântulas de caryocar glabrum pers. (caryocaraceae) em condições de viveiro”.
 
“Avaliação do crescimento e do desenvolvimento de plantas pertencentes às famílias: eriocaulaceae – velloziaceae, asteraceae e xyridaceae”.
 
ORIENTAÇÕES EM ANDAMENTO E CONCLUÍDAS

    

EM ANDAMENTO:
GERMINAÇÃO E CRESCIMENTO Paepalanthus speciosus Koern; Poales, Eriocaulaceae;
GERMINAÇÃO E CRESCIMENTO Vellozia albicans, Velloziaceae;
 
CONCLUÍDAS:
O uso de plantas medicinais em áreas urbanas da região noroeste de goiânia;
O uso de plantas medicinais em áreas urbanas da região sudoeste de goiânia;
O uso de plantas medicinais em áreas urbanas da região centro-oeste de goiânia;
Estudo da germinação em sementes de caryocar glabrum pers. – caryocaraceae sob influência de ácido giberélico (ga3) e escarificação mecânica;
Estudo da germinação de sementes de magonia pubescens a. st. hil. e da influência de seu extrato aquoso na germinação e desenvolvimento de sementes de lactuca sativa e guazuma ulmifolia lin.
Estudos da germinação em sementes de pouteria torta (mart.) radlk – sapotaceae armazenadas em condição de baixa temperatura;
Avaliação da eficiência de dois tipos de adubação orgânica na produção ecológica de tomate (lycopersicom esculentum mill.) cv. santa clara 5800, sob condição de campo;
Estudos da superação da dormência de sementes, morfologia da germinação, e da recuperação de mudas encanteiradas de apeiba tibourbou aubl. tiliaceae.

Copyrights © 2021 - Universidade Católica de Goiás - Todos direitos reservados.