Arqueologia

 

Sob a coordenação do Prof. Dr. Altair Sales Barbosa, o laboratório de Arqueologia e Paleontologia se dedica ao estudo do povoamento indígena na área core original do cerrado que ocupava de forma contínua os Chapadões Centrais do Brasil. Esse estudo é feito, tanto na dimensão arqueológica propriamente dita, quanto na dimensão etnohistórica.
 
O estudo dos primórdios da ocupação humana está associado com a fauna pleistocênica que outrora ocupou o cerrado e atualmente está extinta, daí a razão de se buscar a associação dessa fauna com os primeiros habitantes dessa região. Esse estudo se enquadra nos domínios de ação da paleontologia. O estudo dos primórdios da ocupação humana está associado com a fauna pleistocênica que outrora ocupou o cerrado e atualmenbte está extinta, daí a razão de se buscar a associação dessa fauna com os primeiros habitantes dessa região. Esse estudo se enquadra nos domínios de ação da paleontologia. Dessa forma, o laboratório desenvolve um estudo bastante amplo, pois além de estudar as origens da ocupação humana desse bioma, estabelece as relações econômicas e sociais desse homem com os elementos do meio ambiente incluindo elementos hoje extintos, mas que chegara a conviver com o primeiro homem que aqui chegou.
 
O ACERVO
 
1. Material lítico lascado, polido e material cerâmico proveniente de diversos sítios arqueológicos;
2. Acervo fotográfico de arte rupestre proveniente de diversos sítios arqueológicos;
3. Acervo fotográfico de paisagens do cerrado;
4. Material bibliográfico atualizado, incluindo a assinatura de três periódicos internacionais de arqueologia e antropologia;
7. Materiais fossilíferos, principalmente mamíferos, moluscos e também fósseis vegetais, de idade pleistocênica;
8. Grande quantidade de restos alimentares e outros materiais sedimentológicos coletados nas escavações arqueológicas.

Copyrights © 2021 - Universidade Católica de Goiás - Todos direitos reservados.